domingo, 28 de abril de 2013

O controverso mapa chinês de 1418.

Em 2006 veio a público um mapa que sacudiu o meio acadêmico e prometeu que mudanças seriam feitas após uma grande revelação: quem descobriu o continente americano foram os chineses.

O artefato histórico seria uma cópia datada de 1763 de um mapa cartográfico ainda mais antigo, do século XV (1418, especificamente). Ele teria sido produzido pelo famoso almirante chinês Zheng He. Muitas teorias já existem, e não são recentes, a respeito da América ter sido encontrada pelos chineses, em específico por Zheng He, que ficara famoso na dinastia Ming.

O almirante cruzou os oceanos entre 1405 e 1418 e suas aventuras ficaram bem documentadas em um livro publicado na China por volta de 1418 sob o título de "As Maravilhosas Visões da Frota Estelar".

O mapa ainda traz passagens sobre os habitantes do litoral ocidental da América: "A pele da raça nesta região é de uma cor vermelho escuro, e usam penas nas cabeças e quadris", enquanto que sobre os australianos escreve que "a pele de um aborígine é negra. Todos andam nus e carregam artigos de osso à cintura".

Vários especialistas em cartografia acreditam que o mapa é autêntico por trazer informações que estavam disponíveis, separadamente, em outros mapas náuticos da época. Contudo, historiadores acreditam se tratar de um engodo, pois, segundo eles, Zheng He nunca passara da costa africana em suas viagens.

Este antigo mapa, embora muitos questionem sua veracidade, é uma das provas físicas de que o debate histórico de quem descobriu, de fato, o continente americano permanece em aberto e vivo.

Talita Lopes Cavalcante
Administração Imagens Históricas

Fontes:
- "Mapa reforça teoria de que chinês se antecipou a Colombo". UOL, Últimas Notícias. Acessado em: 26/04/2013.
<http://noticias.uol.com.br/ultnot/efe/2006/01/13/ult1809u7246.jhtm>

- "Chinese Columbus" Map Likely Fake, Experts Say. National Geographic News. Acessado em: 26/04/2013.
<http://news.nationalgeographic.com/news/2006/01/0123_060123_chinese_map.html>

Nenhum comentário:

Postar um comentário