segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Escritor apresenta genealogia de potiguares

João Felipe lança hoje às 11, na UFRN, mais um livro sobre árvore genealógicas das famílias do RNO contar da história através de pesquisas genealógicas não é um mero acaso na vida do professor universitário aposentado João Felipe da Trindade, 67 anos. A curiosidade aguçou a vontade de conhecer a sua ascendência e de resgatar a memória dos seus antepassados. Aliado a isso, o gosto pela leitura, ainda em tenra idade, despertou o desejo de transpor esses estudos para o livro. “Quando era pequeno, antes de começar as aulas, já tinha lido todos os livros que meu pai comprava pra escola”.
Já adulto e como professor de Matemática, João Felipe da Trindade disse que “também gostava muito de ler os livros de história da Matemática”. Os anos passaram. Felipe da Trindade transformou-se num historiador e passou a elaborar árvores genealógicas das famílias potiguares, temas dos três livros escritos por ele. O último intitulado “Mais Notícias Genealógicas do RN” será lançado hoje, a partir das 11 horas de hoje, na galeria Núcleo de Arte e Cultura (NAC), no Centro de Convivência da Universidade Federal do Rio Grane do Norte (UFRN).
Segundo Trindade, o livro é uma sequência do segundo - “Notícias Genealógicas do Rio Grande do Norte” - lançado em 2011, que também é uma coletânea dos artigos publicados, semanalmente, em “O Jornal de Hoje”.
Trindade mantém na internet, ainda, o blog putegi.blogspot.com.br sobre  a genealogia, como gosta de dizer, “das bravas famílias que ajudaram a construir o Estado”, que como a sua obra, “retrata um pouco mais sobre alguns lugares, algumas famílias, alguns indivíduos e alguns hábitos do Estado”.
O livro não obedece a uma ordem cronológica sobre o surgimento das famílias norteriograndenses. “Quando faço um artigo sobre uma determinada família, uma coisa vai puxando outra”, disse ele, que conta coisas sobre a vida de políticos como o capitão José da Penha e Pedro Avelino, nome de município na região do Sertão/Central do Estado que foi o pai do senador Georgino Avelino.
Nele também cita-se o presidente provincial Caetano Sanchez,  “o doador do galo da Igreja de Santo Antonio, na Cidade Alta” ou ainda de Matias Vidal de Negreiros, que lutou contra a presença holandesa na região Nordeste e Maria Páscoa Bezerra, que foi condenada pela inquisição da Igreja Católica. “Não é uma listagem de nomes, sempre conto alguma coisa sobre as pessoas”. 

FOTO:Magnus Nascimento
Transcrito de: http://tribunadonorte.com.br/noticia/livro-traz-genealogia-de-potiguares/248550

Famosos que nasceram no Rio Grande do Norte e você nem sabia!

Pare agora mesmo a sua novela para acompanhar esse post! Tudo bem que Natal nunca foi berço para cantores, atores, atrizes e etc, mas acreditem ou não tem gente bem conhecida na TV, na música e no esporte que é do Rio Grande do Norte e que você não sabia, duvida? Então separamos 8 famosos do estado brasileiro do elefante que você provavelmente não sabia ou não tinha certeza que eram daqui mesmo.

curiozzzo.com-8-famosos-nasceram-rn-vc-n-sabia-dorgivalDorgival Dantas



Dorgival é de Olho d’Água do Borges no RN, e nasceu no dia 5 de Janeiro de 1971. O cara é somente: cantor, compositor, instrumentista e produtor musical. Conhecido como “O Poeta” , por suas músicas serem verdadeiras poesias de amor, ele aprendeu a tocar acordeon com seu pai e começou a fazer apresentações aos 14 anos, tá bom ou quer mais? Mais tarde essa fera se juntou-se ao Grupo Show Terríveis de Natal como tecladista. Oito anos depois, passou a integrar a banda da famosa dupla Sirano & Sirino.



curiozzzo.com-8-famosos-nasceram-rn-vc-n-sabia-fernandatavaresFernanda Tavares



A modelo Fernanda Tavares nasceu em Natal em 22 de Setembro de 1980 e se tornou conhecida internacionalmente, é a fraca!. Ela já começou sendo uma das finalistas do concurso “Elite Look of the Year” em 1994, quando teve que se mudar para São Paulo para dar início à carreira de vez. Fernanda já figurou entre as quatro modelos mais badaladas do mundo, faturando a bagatela de US$ 1 milhão por ano. Na TV, Fernanda  apresentou o reality show Missão MTV, em que dava dicas de moda. Ela é casada com o ator global Murilo Rosa desde 2007. 










curiozzzo.com-8-famosos-nasceram-rn-vc-n-sabia-anaclaudiaAna Cláudia Silva



Ana Cláudia Trindade Araújo da Silva é o verdadeiro nome da ginasta da seleção brasileira Ana Cláudia que nasceu em Natal dia 28 de março de 1992. Ela é uma ginasta brasileira que compete em provas de ginástica artística desde que ainda era bem criança. Em 2007, aos quinze anos, Ana disputou o primeiro evento internacional de grande porte, os Jogos Pan-americanos de 2007. No evento, conquistou a medalha de prata na disputa coletiva, atrás apenas da equipe americana. Ana Claudia fez parte da equipe brasileira que disputou os Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, China. 









curiozzzo.com-8-famosos-nasceram-rn-vc-n-sabia-souzaSouza



José Ivanaldo de Souza é o nome do Souza, esse craque que nasceu em Itajá-RN no dia 6 de Junho de 1975. Souza e é um futebolista brasileiro que atua como meia. Sua carreira começou no América e sua transferência para o Corinthians o tornou conhecido em todo o Brasil. Depois do Corinthians, Souza passou pelo São Paulo, Atlético-PR e Atlético-MG. Em 2003, transferiu-se para o Krylya Sovetov da Russia. No clube russo ficou por apenas um ano , retornando ao Brasil em meados de 2004, quando passou a defender o Coritiba. Em 2005 Souza se transferiu para o Flamengo do RJ.











curiozzzo.com-8-famosos-nasceram-rn-vc-n-sabia-gilliiardGilliard



O nome verdadeiro de Gilliard é Gilliard Cordeiro Marinho e ele nasceu em Natal em 17 de dezembro de 1956. Ele é um cantor reconhecido em todo Brasil, bem como nos países da África e Europa. Ingressou para a vida artística há 30 anos, sempre abordando temas românticos e que falem de sentimento. Gilliard participou demais os programas Silvio Santos, lembra? Acho que já foi até jurado uma época.






















curiozzzo.com-8-famosos-nasceram-rn-vc-n-sabia-titinaTitina Medeiros



Lembra dela né? Titina é o nome artístico de Izabel Cristina de Medeiros, ela nasceu em Currais Novos no dia 1 de Setembro de 1977. Depois de muito teatro desde a infância em 2012 ela foi convidada para entrar no elenco da nova novela das 7 da Globo, a Cheias de Charme como a vilã cômica Socorro. Em 2013, a Titina é escalada para entrar no elenco de Saramandaia mas recusou o papel para se dedicar ao teatro. Em 2014, volta para a Globo e faz Geração Brasil, interpretando a depiladora cômica Marisa. Não sei se estou certo mas acho que a Titina a única atriz Global potiguar na história recente.











curiozzzo.com-8-famosos-nasceram-rn-vc-n-sabia-oscarOscar Schmidt



Oscar Daniel Bezerra Schmidt é o nome completo desse craque que nasceu em Natal no dia 16 de Fevereiro de 1958. Pra quem não sabe o Oscar é um ex-jogador brasileiro de basquete considerado um dos maiores jogadores de todos os tempos, e isso o cara é sem nunca ter atuado na NBA, tá bom pra você?. Ele tem somente 2,05 m de altura, e é também recordista mundial de pontuação no basquete com 49.737 pontos. Dá-lhe Oscar!








 

 

 

 

 

Tadeu Schmidt



curiozzzo.com-8-famosos-nasceram-rn-vc-n-sabia-tadeuEmanuel Tadeu Bezerra Schmidt é o verdadeiro nome dele. Tadeu nasceu em Natal em 18 de Julho de 1974 e se tornou jornalista e e um dos apresentadores mais conhecidos da televisão brasileira, “que coisa, não?” (Silvio Santos). Atualmente o Tadeu trabalha na Rede Globo, como apresentador do Fantástico. Coincidentemente ele é irmão do Oscar Schmidt que falei acima!

Eu gostei de saber que algumas dessas celebridades são potiguares legítimos! 

E você, conhece mais algum famoso do RN?

FONTE:  http://curiozzzo.com/2015/01/12/8-famosos-que-nasceram-no-rio-grande-do-norte-e-voce-nao-sabia/

O Brasil foi descoberto no Rio Grande do Norte e não na Bahia!

curiozzzo-teste-descobrimento-praia-do-marco-professor-lenineUm pesquisador de nome Lenine Pinto, que também é professor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte demonstra uma série de fatos e dados reais bastante curiosos, a serem contestados na história oficial do descobrimento do Brasil. Segundo ele, baseado nestas informações o Brasil não foi descoberto em Porto Seguro na Bahia, mas no Rio Grande do Norte. É isto mesmo, você não leu errado!
Bom, em 1965 Lenine escrevia para um livro que lançaria naquele mesmo ano quando descobriu um dado interessante em suas pesquisas. Acontece que durante a década de 40 um comandante Norte-americano chamado Jonas Inghram, de uma força tarefa no Recife, deixou escrito que escolheu esta cidade como sua base oficial em função da proximidade com o Cabo de São Roque, que é o ponto mais estratégico no Atlântico Sul. Ele disse ainda que em Salvador teria uma melhor base, mas a distância de 400 milhas a mais fazia uma grande diferença.
“Como é que estas 400 milhas não iam fazer diferença para naviozinhos a vela, cheios de gente e dependendo de vento?”, indaga Lenine.
Segundo Lenine, Pedro Álvares Cabral também teve este mesmo problema. O navio estava praticamente parado. O tempo estimado da travessia de Cabo Verde a Porto Seguro, onde ancorou Cabral, são 30 dias.
Ele deve ter ficado um ou dois dias no mar parado em função do desaparecimento da nau de Vasco de Ataíde. “Na realidade ele fez a travessia em 28 ou 29 dias como é que ele poderia ter ido até o sul da Bahia?”, adianta.
No ano seguinte, em 1501 João da Nova, fez a travessia do Atlântico e levou 30 dias do Cabo Verde ao Cabo de São Roque, o que Lenine entende como mais um respaldo para o tempo da viagem feita por Cabral. “D. Manuel numa carta enviada ao Rei da Espanha explica que ele mandou João da Nova para procurar Cabral e eles já sabiam da rota. João da Nova não foi para o sul da Bahia e sim para as imediações do Cabo de São Roque”, explica o pesquisador. Lenine defende que os portugueses já haviam passado pela terra de Vera Cruz. Uma das provas é que a carta do rei D. Afonso V datada de 1470, proíbe os comerciantes portugueses que negociavam na Guiné de explorar o pau-brasil. “Por que o pau -brasil? Não tinha o pau brasil lá”, questiona o pesquisador.
Em 1498 havia peste na ilha de Cabo Verde, o arquipélago estava seco e já se presenciava a seca provocadora do esgotamento de suas reservas hídricas.Este era o local para reabastecimento de água das embarcações. Vasco da Gama, lembra Lenine, passou por lá e também fez estas observações, depois de Cristovão Colombo. Nas instruções a Cabral diziam que se ele tivesse água para mais quatro meses não era preciso parar em Cabo Verde. A aguada, que era o sistema de abastecimento das naus, incluindo caça, a reposição de lenha dos navios e o descanso para os portugueses – aconteceu em Vera Cruz e não em Cabo Verde.
“O ponto fundamental da carta de Caminha são as notícias das águas. Ele diz que as águas são muitas, encontraram lagoa de água doce e fala muito nos rios”, menciona Lenine.
O pesquisador afirma que a água era tão importante que a naveta de mantimentos foi mandada de volta para Portugal com as notícias sobre este verdadeiro tesouro para a navegação portuguesa: a água.
As coincidências históricas apontam mais uma questão que leva o descobrimento ao Rio Grande do Norte:
O mapa de Cantino, em 1502, mostra que a ponta litoral do Estado era chamada de São Jorge, exatamente o santo do dia 22 de abril. Era praxe entre os navegantes batizar os achados como o nome do santo do dia. Era normal chantar um marco no ponto onde chegavam e ao alcançarem o mar chantavam o segundo marco. “O Brasil tinha dois padrões (marcos), um na Praia do Marco, em São Miguel do Gostoso, e outro em Cananéia, em São Paulo”, ressalta Lenine. Em documentos há relatos de que Cabral percorreu duas mil milhas na costa brasileira. “Duas mil milhas é exatamente a distância entre esse ponto do RN e Cananéia”, afirma. 
Ele lembra que o marco de Touros foi chantado por Cabral, na segunda missa no Brasil, no dia 30 de abril, junto à cruz onde foi celebrado o rito católico e tomada a posse oficialmente da terra. O local onde foi encontrado o marco ficou sendo chamado de Praia do Marco.


Mossoró celebra os 132 anos da libertação dos seus escravos com a tradicional Festa da Liberdade.

Resultado de imagem para escravos mossoroNa próxima quarta-feira (30) Mossoró festejará mais uma vez sua maior festa cívica. Mais celebrada até do que o feriado de Sete de Setembro, quando se comemora a Independência do Brasil, a Festa da Liberdade exalta a libertação dos escravos em Mossoró, cinco anos antes da Lei Áurea.
O feriado municipal foi instituído pela Lei nº. 30, de 13 de setembro de 1913, sendo que Mossoró libertou seus primeiros 40 escravos no dia 10 de junho de 1883, por meio da Sociedade Libertadora Mossoroense que, na ocasião, estabeleceu ainda que até o dia 30 de setembro daquele ano fossem livres todos os 86 negros não livres existentes na cidade.

FONTE: http://www.robsonpiresxerife.com/