quinta-feira, 1 de novembro de 2012

AS EMAS DO RIO GRANDE DO NORTE QUE CÂMARA CASCUDO DISSE QUE NÃO EXISTIAM

Por Lenilton Lima

Copiado de http://rnblogprog.org/2012/01/29/as-emas-do-rio-grande-do-norte-que-camara-cascudo-disse-que-nao-existia/

Texto, fotos e vídeo: Lenilton Lima
Em Materia publicado na Tribuna do Norte no “Fascículo 4 -Massacres no Rio Grande” que se refere à Ema no Brasão Holandês do Rio Grande.
Áreportagem cita as afirmações do historiador potiguar Câmara Cascudo sobrea não existiam das aves aqui no Rio Grande do Norte e atribui o desenho do pássarono Brasão Holandês ao chefe indígena Jandui que por ser aliado dos holandesesganha a homenagem do Conde Mauricio de Nassau.
Jandui ou Nhanduí siguinifica, A Pequena Ema.
Em 2007 eu, Lenilton Lima e a antropóloga JussaraGalhardo fomos a Assú/RN com a missão mapear duas comunidades e colher assinaturasdos caboclos açuenses que requeriam da FUNAI o reconhecimento de suascomunidades como de origem indígenas.
Sempre que chegamos ao Banguê nós nos dirigimos àcasa de João Brabo de 86 anos, ele é um dos moradores mais antigo da localidade.
Nesse dia ele falou sobre os remédios que seupovo tirava da mata e dos animais que o seu pai e os moradores mais antigoscaçavam. Logo que ele começou a falar sobre a existência dasemas no Banguê, me vem na lembrança da publicação do jornal Tribuna doNorteonde Câmara Cascudo contestava a existência dessas aves aqui no nosso Estado.
Algumas duvidas me vem. Como Jandui um índio Cariri nascido no Rio Grandedo Norte recebe o nome de uma ave que não tinha no Estado?

Um comentário:

  1. Caro Lenilton,

    Minha região, (Caiçara do Rio do Vento) teve outrora sua caatinga povoada por emas, ouví de meu avô (nascido em 1898 e falescido em 1998) que a ave era caçada pelos sertanejos, tanto pela carne, como também pelos seus ovos. Talvez pela retirada dos ovos tenha a mesma sido extinta

    ResponderExcluir