sábado, 16 de novembro de 2013

PRESIDENTE CAFÉ FILHO NA CAPA DA REVISTA TIME EM 1954

Nascido no Rio Grande do Norte, João Fernandes Campos Café Filho foi presidente do Brasil entre 24/08/1954 e 08/11/1955, quando foi deposto, sendo o único potiguar e o primeiro protestante a ocupar a presidência da República.
Sua primeira experiência política ocorreu em 1923, quando candidatou-se ao cargo de vereador, em Natal. Derrotado, candidatou-se novamente em 1928, quando mais uma vez perdeu a disputa, em meio a denúncias de fraude.
Em 1934, já sob o governo constitucional de Getúlio Vargas, que assumira o poder em 1930, Café Filho foi eleito deputado federal, cargo que ocupou novamente em 1945, na primeira eleição realizada após o fim do Estado Novo.
Em 1950 foi indicado para vice-presidência na chapa de Getúlio Vargas como parte do acordo feito por Adhemar para apoiar Vargas ao cargo de presidente. Com o suicídio de Getúlio em 1954, assumiu a Presidência, sendo seu governo marcante pelas medidas econômicas liberais comandadas pelo economista Eugênio Gudin.
Em novembro de 1955 foi afastado da presidência por motivos de saúde, assumindo em seu lugar o presidente da Câmara, Carlos Luz, este deposto por tentar impedir a posse do presidente eleito Juscelino Kubitschek.
Café Filho ainda tentou reassumir o cargo, mas foi vetado por Henrique Lott e outros generais que o apoiavam. Após a presidência, foi ministro do Tribunal de Contas da Guanabara durante toda a década de 1960.
Café Filho foi goleiro do Alecrim Futebol Clube em Natal. Educado na Primeira Igreja Presbiteriana de Natal, foi também o primeiro presidente protestante do Brasil.

Copiado de https://www.facebook.com/photo.php?fbid=473943776057821&set=a.353051334813733.1073741831.352427821542751&type=1&theater

Nenhum comentário:

Postar um comentário