quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014

Celebrando Chico Antônio

 
Francisco Antônio Moreira, embolador, coqueiro, cantador, nasceu na Corte, lugarejo do município de Pedro Velho, sudeste do Rio Grande do Norte, na fronteira com a Paraíba no começo do século. Há controvérsias quanto a sua real idade. Na certidão de casamento, consta o ano de 1904 e numa carteira de trabalho, tirada no Rio de Janeiro, consta o ano de 1908. Assim como os pais, sempre trabalhou na roça e, embora tenha frequentado seis anos de escola, acabou não se alfabetizando. Começou a cantar com cerca de 12 anos.
Foi descoberto em 1929, pelo pesquisador e escritor Mário de Andrade que o transportou para os livros. Em 1979, foi redescoberto pelo poeta e folclorista Deífilo Gurgel. Gravou um disco em 1982 pela Funarte/UFRN/FJA. Cantava os seus cocos acompanhando de um ganzá e de seu companheiro de dupla Paulírio. O seu mais famoso trabalho foi o coco "Boi Tungão".

Nenhum comentário:

Postar um comentário